Os produtos naturais estão cada vez mais em alta. As pessoas buscam fugir dos produtos feitos em laboratório e valorizam aqueles com princípios ativos extraídos da natureza. O aumento da popularidade dos óleos essenciais é um dos principais exemplos disso.

Esse produto tem sido buscado por vários motivos, como saúde, aromatização de ambientes e para fins estéticos. O uso dos óleos essenciais em cosméticos potencializa os efeitos e ainda é benéfico para a saúde.

Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre os óleos essenciais e seu uso na indústria de cosméticos. Vamos explicar, também, quais os efeitos cosméticos dos principais óleos e como você pode usá-los. Acompanhe conosco!

 

O que são óleos essenciais?

 

Para entender o uso dos óleos essenciais na indústria cosmética, primeiramente, vamos lembrar o que é esse produto. Os óleos essenciais são substâncias vegetais extremamente concentradas e quimicamente voláteis.

Para ser considerado um óleo essencial, é necessário que a substância tenha sido extraída diretamente da planta. Os métodos e locais de extração diferem e o óleo pode vir do caule, folha, flor, raízes ou até mesmo cascas.

Os óleos essenciais possuem muitas propriedades terapêuticas, benefícios para a saúde e servem até mesmo para complementar a limpeza da casa e dos ambientes. Os efeitos variam muito, a depender da planta da qual o óleo foi extraído. E, assim como os efeitos, as formas de se utilizar o óleo essencial são muito variadas.

No ambiente doméstico, pode ser acrescentado aos produtos de limpeza, por exemplo. Também é possível borrifar óleo em tapetes e cortinas. Outra opção é usar os óleos em aromatizadores de ambientes.

Para uso pessoal, as opções também são inúmeras. Existem óleos que são mais adequados para massagens e outros que podem ser utilizados em banhos de imersão. Se a intenção é utilizar os óleos para fins estéticos, você pode acrescentá-los em seus cosméticos favoritos.

 

Por que os óleos essenciais são utilizados nos cosméticos?

 

De forma geral, os cosméticos comuns são confeccionados à base de óleos minerais e compostos petroquímicos. Embora seja testado e não traga prejuízo para o organismo, esse tipo de substância fica em desvantagem quando comparado aos óleos vegetais em geral. Isso porque os óleos vegetais têm compostos mais parecidos com o da pele humana e ajudam a repor esses nutrientes.

Portanto, os óleos vegetais são utilizados como base em praticamente todos os cosméticos naturais. E os óleos essenciais, por sua vez, são utilizados nos cosméticos por dois motivos principais: aromatização e potencialização dos efeitos.

 

Aromatização

 

Os cosméticos convencionais normalmente são aromatizados com essências sintéticas, produzidas em laboratório. Os cosméticos naturais, por sua vez, optam pelos óleos essenciais na hora de dar um cheiro agradável aos produtos, justamente pelo seu odor naturalmente intenso.

 

Potencialização dos efeitos

 

Além do aroma agradável, os óleos essenciais possuem propriedades que causam diversos efeitos ao entrar em contato com a pele humana. Justamente por isso, o uso deles misturados aos cosméticos podem potencializar o efeito de hidratantes, produtos capilares e outros.

 

Quais os principais óleos essenciais para uso cosmético?

 

Existem diversos óleos essenciais com propriedades estéticas. Quando unidos aos cosméticos, eles trazem uma série de benefícios para o corpo, a pele e o cabelo. Os principais exemplos são:

 

  • Melaleuca (tea tree): o óleo de extraído da melaleuca tem uma aroma parecido com noz-moscada e muitas propriedades anti-cicatrizantes e anti-inflamatórias. É especialmente recomendado no tratamento contra a acne.
  • Alecrim: um dos óleos essenciais mais utilizados, pois possui diversas propriedades. No setor cosmético, é utilizado no tratamento capilar. O óleo de alecrim evita a queda e ainda fortalece os cabelos ressecados.
  • Lavanda: Excelente para refrescar músculos cansados, pés e cabeça. Possui aroma floral muito agradável. Também utilizado contra queimaduras, possuindo propriedades antissépticas. Calmante e relaxante para mente. 
  • Citronela: popularmente utilizado como potente desodorizador natural e como repelente de insetos, especialmente mosquitos
  • Eucalipto:  é um poderoso antisséptico, largamente utilizado em saunas, banhos e massagens. Também é utilizado em vaporizadores para deixar o ar livre de germes. Repelente, descongestionante, refrescante, bactericida e espectorante. 
  • Laranja: tem odor cítrico muito agradável, é muito utilizado em banhos e massagens. para auxílio na digestão é utilizado juntamente com um óleo carregador para massagens na região do estômago.
  • Hortelã: um dos mais importantes na aromaterapia pois estimula, refresca, resfria e restaura a mente e o corpo. Excelente para refrescar pés e cabeça cançada.
  • Capim Limão: é um tônico estimulante e purificador para o corpo, muito utilizado em shampoos para dar brilho aos cabelos. Um óleo antisséptico e adstringente. Possui aroma forte de limão o que o torna um ótimo óleo refrescante e desodorizante de ambiente. Utilizado em músculos doloridos, para estimular a circulação.

 

Como posso utilizar os óleos essenciais para fins cosméticos?

 

O mais importante é que você não deve fazer a aplicação do óleo diretamente na pele. Por ser uma substância hiper-concentrada, pode causa irritação ou reações. O ideal é que você misture o óleo no produto cosmético que pretende usar.

Caso seu objetivo seja cuidar da pele, misture o óleo essencial no hidratante que você costuma aplicar após o banho. De preferência, opte por um hidratante natural e sem aroma, para que ele não contraste com o aroma do óleo essencial.

Se você quer usar o óleo essencial para fortalecer o cabelo, o procedimento é o mesmo. Apenas substitua o hidratante pelo seu shampoo, condicionador ou máscara de hidratação.

Como o óleo é uma substância forte, a quantidade a ser misturada não precisa ser grande. Para a pele, acrescente aproximadamente 20 gotas para cada 120 ml de loção. Para o cabelo, de duas a três gotas misturadas no shampoo já são suficientes para trazer os efeitos.

 

Existe alguma contraindicação aos óleos essenciais nos cosméticos?

 

Mesmo sendo um produto completamente natural, ainda é necessário tomar alguns cuidados ao se utilizar os óleos essenciais. Dependendo de que planta eles são feitos, eles podem trazer reações adversas a algumas pessoas. Quem tem pressão alta não pode usar óleo essencial de alecrim, por exemplo.

Portanto, caso você tenha algum problema de saúde, o ideal é consultar seu médico e alguém especializado no uso dos óleos essenciais para saber se você pode utilizar uma substância específica. Existem também algumas contraindicações gerais. Confira quais são a seguir:

 

Mulheres grávidas e lactantes

 

Para quem está esperando um bebê ou em período de amamentação, não é recomendado o uso de nenhum óleo essencial. O mesmo vale para recém-nascidos e crianças até 3 anos.

 

Alérgicos

 

Para quem tem tendência a reações alérgicas, é recomendado cautela. Aplique o óleo em uma pequena área do corpo, preferencialmente o pulso, e aguarde para ver se não haverá irritação na pele. Em caso de reação, lave imediatamente com água e sabão e suspenda o uso dos óleos.

É também importante garantir a procedência dos seus óleos essenciais. Eles devem ser 100% naturais e vendidos em vidro de cor âmbar. Caso contrário, eles podem ter sido danificados.

Aqui na Relax, nós trabalhamos com óleos de alta qualidade e cuidamos para que todo o processo seja feito corretamente. Pode começar a usar sem medo! Confira nossas opções de óleos essenciais e escolha o seu preferido!