🚚 Compre mais de R$ 149 e ganhe Frete Grátis!

O consumo consciente e as novas preocupações da sociedade brasileira são indícios de mudanças importantes em todas as áreas da nossa vida. Da alimentação até o vestuário as pessoas têm se preocupado cada vez mais com as origens, processos e finalidades dos produtos.

Um dos principais efeitos dessa mudança paradigmática da nossa sociedade é o maior cuidado com a saúde. Seja por meio da alimentação saudável ou da prática de atividades físicas.

No que tange a alimentação, podemos pensar na escolha da alimentação saudável, que pode ser feita pela substituição de alimentos processados por alimentos orgânicos. Assim como pela reeducação alimentar.

Além disso, a própria conduta das empresas produtoras é considerada por um consumidor na escolha do seu produto. Por isso, se manter atualizado sobre as pautas do momento é mais que necessário.

Ao pensar na alimentação saudável muitas questões são instituídas sobre os produtos orgânicos. A sociedade busca saber o que são esses produtos, se eles realmente fazem bem e se eles devem ser escolhidos?

Neste artigo, você ficará por dentro de tudo sobre os produtos orgânicos e ainda vai descobrir diversos mitos e verdades sobre esse assunto. Mas antes disso você esclarecerá muitas dúvidas.

 

O que são os produtos orgânicos?

 

A definição desses produtos envolve muito mais que a produção deles. O produto orgânico é envolvido por toda uma cadeia produtiva sustentável. Mas, em termos gerais, os alimentos orgânicos, por exemplo, são cultivados sem uso de nenhum produto químico.

Quando se diz que toda a cadeia produtiva deve seguir o mesmo caráter ético quer dizer que todas as etapas (plantação, colheita e comercialização) devem ser sustentáveis. A sustentabilidade parte do respeito por todas as vidas envolvidas no processo.

Esse respeito e senso de sustentabilidade cresceu com a conscientização das pessoas quanto aos impactos das nossas ações no meio ambiente. Cuidar da natureza passou a ser uma lição muito mais coletiva, portanto, mais sustentada.

Apresar do crescimento dessa ideia importante para o planeta e para a nossa saúde, os preços elevados desses produtos tornam, muitas vezes, inviável a compra deles. Analisar a nova realidade brasileira é saber da necessidade de se repensar muitas coisas.

A realidade financeira precisa ser considerada, inclusive, para trabalhar positivamente para a nossa saúde e bem-estar. Por isso, o mercado ainda precisa ver e pensar em como tornar esses produtos mais acessíveis, para que assim, eles possam entrar na nossa casa e nos ajudar a ser mais saudáveis.

Essa necessidade de redução de preço pode ser controversa para os produtores, que investem tempo e dinheiro em produções menores. Mas, enquanto sociedade precisamos aliar essas vias para o bem maior.

Antes de aprendermos mais sobre esses produtos, precisamos diferenciá-los de outros tipos comparados.

 

Hidropônicos, orgânicos e biodinâmicos: diferenças?

 

Os primeiros alimentos, chamados hidropônicos, são cultivados na água. Esse tipo de cultivo não proíbe o uso de produtos químicos, portanto, não são necessariamente denominados orgânicos. Enquanto isso, os alimentos orgânicos são cultivados sem uso de agrotóxicos e semelhantes. Dentro dos produtos orgânicos existem os biodinâmicos, que não envolve uso de produtos químicos, mas nesse tipo existe a antroposofia, que rege esse cultivo.

Esclarecidas essas diferenças, vamos para os 3 mitos e 3 verdades sobre os produtos orgânicos.

 

Os produtos orgânicos sempre serão mais caros?

Não. A resposta dessa pergunta é muito complexa. Apesar de já termos falado sobre isso neste artigo, é importante argumentar que isso dependerá muito do produtor e das condições que o estado dá para ele. Por exemplo, existem algumas feiras no Brasil que são especializadas em produtos orgânicos, e nessas feiras o valor é menor do que em locais onde a disputa chega a ser injusta (disputa entre produtores de agricultura familiar e orgânica X produtores de grande porte de produtos com uso de agrotóxico).

Eles ajudam a emagrecer?

Mentira! Essa afirmação é falsa! O fato desses alimentos serem orgânicos acarreta na melhora da qualidade da saúde, mas não na diminuição do peso. A associação, errônea, entre essas duas coisas ocorre, pois, a alimentação saudável é relacionada ao emagrecimento. Porém, a saúde não significa magreza, então, é interessante repensar essa associação.

Não é necessário lavar esses produtos?

Mito! É preciso lavar os produtos, pois, apesar de não receber agrotóxicos e produtos químicos, o produto precisa ser lavado. Na verdade, todo produto precisa ser lavado antes de consumido. Durante as etapas de produção pode ocorrer algum tipo de contaminação, por isso, precisa ser lavado.

 

Alimentos orgânicos são melhores para a saúde do que os com uso de agrotóxico?

Verdade! O consumo desses alimentos faz bem para a saúde, pois, não contendo produtos químicos, tem menor probabilidade de fazer mal para nosso organismo. Diversas pesquisas revelam que o uso de alimentos com o uso de agrotóxico e outros produtos químicos podem fazer mal para a saúde do nosso corpo tanto agora, quanto no futuro. Tendo essas concepções confirmadas, o alimento cultivado naturalmente está livre desses possíveis elementos maléficos.

Podemos consumir esses alimentos crus?

Sim! Esses alimentos não precisam passar pelo processo de cozimento. Muitos alimentos passam por esse processo para reduzir a presença de agrotóxicos na ‘casca’ do produto. O que pode dificultar consumir esses alimentos em seu estado natural é a constituição física deles, assim como as receitas que comumente fazemos.

Os produtos orgânicos fazem bem para a natureza?

Verdade! A produção considera os recursos naturais e o processo de cuidado que devemos ter com o meio ambiente, portanto, é uma escolha em consonância com a sustentabilidade. O uso de agrotóxicos e produtos químicos fazem mal para o solo, portanto, não ajudam o planeta. Lembrando que escolher os alimentos é um passo para uma grande ética sustentável (que precisa ser praticada).

Todas essas informações servem para te ajudar a escolher produtos orgânicos e sustentáveis. Essa escolha vai da alimentação até a vestimenta, passando por produtos de higiene e beleza. Falando em cosméticos e sustentabilidade é impossível não pensar na Relax Cosméticos Naturais. Com a missão de criar meios para o consumo ético e sustentável, deixando a alma limpa e a consciência também, a Relax preza por uma vida saudável e sustentável. Conheça, use e aprove a Relax Cosméticos Naturais!