Quem já fez algum tipo de tratamento para o cabelo, certamente já ouviu falar do óleo de argan. Esse produto natural também traz vários benefícios para a pele, por ter um grande poder hidratante.

Óleo de argan é extremamente raro, porque é extraído dos frutos da planta Argania Spinosa, encontrada apenas no sul do Marrocos. É totalmente manual o processo de produção do óleo, uma tradição feminina passada durante séculos de mãe para filha.

Sementes da Argania, fruto semelhante ao da oliveira, são retiradas e ficam no sol até secarem. Depois, são prensadas em um moinho de pedra e tostadas até o óleo ser extraído.

Todo o processo é natural, demorado e caro, além de não utilizar nenhum produto químico. Para se ter uma ideia de quanto esse produto é precioso, para conseguir um litro de óleo de argan, é preciso ter 30 kg de sementes do fruto.

Como a argania só cresce nessa região do planeta, a grande procura pelo óleo de argan fez com que as árvores fossem preservadas.

Em 1999, a UNESCO declarou a floresta de argania como Reserva da Biosfera pela sua importância ao ecossistema da região. As grandes árvores, que podem chegar até 10 metros de altura, impedem que as correntes de ar levem areia até para o sul da Europa.

 

Benefícios para o cabelo

 

Povos indígenas do Norte da África não chamavam a argania de árvore da vida à toa. Rico em vitamina E, o óleo de argan tem efeito reparador na fibra dos cabelos, deixando os fios mais saudáveis, macios, brilhosos e ainda reduz a queda.

O óleo é um grande aliado para tirar o frizz e domar aqueles fios arrepiados que mexem com os nervos de qualquer mulher. Isso porque nutre melhor os cabelos mais secos e quebradiços. Outra característica é que ele fecha as escamas do couro cabeludo e garante hidratação por mais tempo.

O argan também é um excelente antioxidante, protege contra raios UV e reduz as pontas duplas. Ele pode ser aplicado em qualquer tipo de cabelo, principalmente os que fazem uso de tintas e outras químicas.

 

Por que esse óleo é tão poderoso?

 

O óleo de argan é rico em ácidos graxos e vitaminas A, D e. Além disso, a sua forma natural contém ômega 6, ômega 9, fitoesteróis e polifenóis. Esse óleo marroquino tem três vezes mais vitamina E do que qualquer outro óleo vegetal.

Esse nutriente tem ação anti-inflamatória e ainda é um poderoso antioxidante, que ajuda a prevenir o envelhecimento precoce das células do nosso organismo. Por essa razão, a vitamina E está presente em vários cosméticos que ajudam o tratamento para a pele.

 

Benefícios para a pele

 

O óleo é mundialmente conhecido por ser usado para o tratamento capilar, mas como é muito rico em nutrientes, ele se tornou também o queridinho para cuidar da pele. Por ser um ótimo hidratante, ele permite que a pele absorva melhor todos os seus nutrientes.

Essa preciosidade ajuda a rejuvenescer a pele e combater o ressecamento, porque o óleo tem a capacidade de dar mais elasticidade, reduzir rugas e linhas de expressão do rosto. Suas propriedades também têm ação anti-inflamatória e cicatrizantes, por isso ele é usado também para tratar queimaduras e aliviar os efeitos do sol.

O produto consegue fazer a renovação e nutrição das células. Isso significa que ele restaura o ph natural da pele, combate acnes, estrias e ainda controla a oleosidade.

 

Modo de usar

 

Agora que conhecemos como o argan pode ser um grande aliado das mulheres, vamos ver como usá-lo da maneira correta.

Na forma pura, basta pingar de três a cinco gotinhas na pele e já são suficientes para fazer a hidratação. Ele pode ser combinado com outros cremes hidratantes e plicados em qualquer parte do corpo.

Se preferir assim, uma dica é usar o creme antes do óleo, isso vai aumentar a penetração do produto. O óleo puro deve ser usado a cada dois ou três dias, mas ele pode estar presente também na composição de cosméticos para a pele, com concentração que pode variar de 2% a 10%.

Para os cabelos, ele pode ser utilizado puro ou também estar presente em shampoos, condicionadores e máscaras. Ele pode servir de diferentes formas:

- Como finalizador: com os cabelos secos, pegue um pouco de óleo e aplique para ver o resultado;

- Como hidratante: você pode aplicar o óleo de argan em toda a extensão dos cabelos, exceto a raiz. Faça isso quando os fios estiverem úmidos e deixe o produto agir, nem precisa lavar de novo;

- Como reparador: coloque algumas gotas na palma da mão e aplique nas pontas do cabelo.

Como ele também é um eficiente protetor térmico, você pode aplicar algumas gotas e passar no comprimento do cabelo depois da chapinha ou do secador. Controle a quantidade de acordo com o comprimento dos fios, pois o uso excessivo pode deixar os cabelos com aspecto pesado e oleoso. O ideal é usar até três vezes por semana, sempre depois de tomar banho.

Os resultados são rapidamente notados após a primeira aplicação. Os cabelos ficam mais macios e mais brilhantes depois de secos. A pele também fica com um aspecto mais bonito e melhor hidratada depois dos primeiros dias de tratamento.

 

Existe alguma contraindicação?

 

Como dissemos, o óleo de argan é um produto natural isento de química, mas deve ter alguns cuidados quanto ao uso. Não aplique diretamente na raiz capilar, porque ele pode entupir os folículos.

Para quem tem o cabelo muito oleoso, também não é aconselhável usar o produto na forma 100% pura. Nesses casos, o ideal é utilizar shampoos e outros produtos que contém o argan em sua composição. O mesmo vale para a pele. Quem possui muita oleosidade e cravos, deve usar com muita precaução ou consultar a opinião de um especialista, como o dermatologista.

Com tudo isso, ficou difícil resistir aos encantos do óleo de argan. Dê mais vida aos seus cabelos, experimente o shampoo em barra hidratante argan e comprove todos os benefícios.